Inscrições fechadas

Brasil Ride 2018

Mais que uma prova... Uma etapa em sua vida!

21 a 27 de outubro de 2018

Press Release

Voltar
2018-10-25

Líderes Avancini e Fumic fazem marcação cerrada a Ferreira e Becking na quinta etapa da Brasil Ride

As duas duplas chegaram juntas na prova mais longa da competição, com 140 km entre Guaratinga e Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, nesta quinta-feira (25). Entre as mulheres, as espanholas Sandra Santaynes e Anna Ramirez mantiveram a liderança

Porto Seguro (BA) - A quinta etapa da Brasil Ride, com 140 km entre Guaratinga e Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, foi de intensidade entre os principais postulantes ao título da nona edição da principal ultramaratona de mountain bike das Américas. O português Tiago Ferreira e o holandês Hans Becking, da DMT Racing Team, venceram nesta quinta-feira (25), mas chegaram colados e no mesmo tempo dos líderes, o brasileiro Henrique Fumic e o alemão Manuel Fumic, da Cannondale Factory Racing, na arena da Brasil Ride, após pedalarem por 5h21min27seg. O pódio do dia teve ainda o russo Alexey Medvedev e o italiano Francesco Failli, da Specialized Itália, completando o percurso em 5h23min46seg.

O dia começou ruim para Tiago Ferreira e Hans Becking, com um furo do pneu dianteiro do português, que saiu à caça do pelotão depois do conserto. No ponto de hidratação do km 78, a estratégia de Ferreira e Becking foi de não parar e seguir em frente, para tentar se distanciar dos concorrentes. No entanto, a fuga foi rapidamente neutralizada pelos perseguidores aos líderes e a decisão ficou para os metros finais, no sprint de chegada.

"Para nós esta era a melhor etapa para tentarmos recuperar o tempo perdido. Estávamos todos fortes e os líderes não demonstraram nenhuma fraqueza. Assim, continuamos com um minuto de desvantagem, embora sabemos que fizemos o nosso melhor. Nós até jogamos sujo e atacamos na área de apoio. Tivemos um pneu furado no início e eles também não nos esperaram. Isso é corrida, não estamos aqui para fazer amigos e sim lutar pelas vitórias", disse Hans Becking.

"Tentamos ser tranquilos até o km 70, porém próximo do km 60 furou meu pneu dianteiro e o grupo da frente acelerou para tentar nos deixar para trás. Resolvido o problema, respondemos na mesma moeda na terceira área de apoio, porque estávamos bem e não era necessário água para nós. Abrimos distância e obrigamos os rivais a fazerem força para chegar em nós. Nos 40 km finais, o Hans forçou e ficamos apenas nossas duas duplas juntas até o fim", contou Ferreira.

Com a liderança mantida, Henrique Avancini e Manuel Fumic seguem com pouco mais de um minuto na liderança, com a vantagem de terem nesta sexta-feira sua etapa favorita, a do cross country olímpico (XCO). "Foi o dia mais longo da Brasil Ride. No início parecia que choveria o dia todo. De repente veio o calor, de forma brutal. Ficou realmente quente e no final tentamos apenas controlar o Tiago e o Hans, porque eles estavam em segundo e tentaram fortemente recuperar a camisa de líder. Nos atacaram e conseguimos neutralizar. Chegamos à praia e temos pela frente o XCO, que nos cai bem", avaliou o alemão Fumic. 

"Objetivo era controlar o Tiago e o Hans. Eles tentaram o que podiam, até me surpreendi no km 78 quando atacaram em uma área de apoio e usaram o José Dias, de outra equipe, para auxiliarem ele. Passaram direto, o que mostra um certo desespero. Conseguimos tirar a diferença e controlar a prova. O objetivo era cruzar juntos, de modo seguro. Não tinha sentido e seguimos com a meta de terminar com a camisa amarela daqui dois dias", comentou Avancini.

Elite feminina - Na luta pela camisa laranja, a disputa foi equilibrada entre as atuais líderes, as espanholas Sandra Santaynes e Anna Ramirez, da Olympia / Estevez Team, e a equipe que ocupa a segunda posição e lidera a competição das Américas, formada pelas brasileiras Viviane Favery e Marcela Toldi, da Cannondale Brasil Women. Após iniciarem em um ritmo controlado, Viviane e Marcela alcançaram a dupla europeia e venceram nos metros finais. 

"Fico bem felizes nas etapas de estradões. Viemos com uma dupla mista, Janildes Fernandes e Eriberto Medeiros, e seguramos o ritmo para administrar o gás. No fim chegamos nas espanholas e foi muito legal, porque elas são ótimas companhias", afirmou Marcella Toldi. "Objetivo era manter a camisa azul clara e não gastar energia a toa. A Mati economizou no início, para me puxar nas estradas de terra. Deu certo. Até o km 40 mantive o ritmo e depois ela forçou. Fomos juntas com as líderes e trabalhamos junto, em ritmo forte. A energia era incrível, um pelotão poderosíssimo de quatro mulheres", contou Vivi Favery.

Assim como na elite masculina, entre as mulheres a diferença foi mantida entre líder e vice, na casa dos 27 minutos. "O objetivo era segurar neste dia, porque era muito longo. Quisemos administrar a diferença e no fim terminamos juntas, porque elas estavam fortes. Estou feliz pelo dia", destacou Anna Ramirez. "Era uma etapa longa, a que eu mais temia. Era importante estarmos juntas e outra vez sofri muito. No fim, todas nós quatro fomos vencedoras", ressaltou Sandra Santaynes.

Estreia da dupla do Zimbabue e da Noruega - Em sua primeira vez no País, a dupla de número 202, formada pela zimbabuana Stacey Hylsop e a norueguesa Marianne Bergli, está fora do top 5, mas não esconde a felicidade de disputar a principal ultramaratona de MTB das Américas. Stacey e Marianne se conheceram no início deste ano, na etapa de Stellenbosch (RSA) da Copa do Mundo UCI de Mountain Bike, e daí surgiu a ideia de competir na Brasil Ride. 

"Primeira vez que trago minha bike para o Brasil e pedalo aqui. Ouvi tantas coisas boas sobre a corrida. Alguns amigos nas redes sociais disputaram nos anos anteriores e vi fotos e pessoas falando a respeito da prova. Percebi que era algo que eu precisava fazer um dia", disse Mariane. "Estava com medo no início, porque sou ciclista de cross country, acostumada a provas de 1h30. Procuramos na internet e achamos informações de que é realmente bem divertida. O prólogo foi difícil, porque não temos lama no Zimbábue. Tive muita diversão quando tivemos duas etapas secas, com muito single track (trilhas estreias)", contou Stacey.

"Um lindo País e estou feliz de conhecê-lo", completou Stacey, atual campeã africana de XCO na categoria sub-23. "O que gosto daqui é que tenho a possibilidade de pedalar em locais que eu jamais conheceria, com visuais lindíssimos. Estamos gostando muito daqui", finalizou Mariane, especialista em maratonas, que recentemente trocou seu estilo para o cross country.

Red Bull Zera o Pico - Os atletas da Brasil Ride tiveram uma motivação extra na etapa desta quarta-feira (24) da prova, com 101 km de distância e 2.600 m de altimetria acumulada. O desafio Red Bull Zera o Pico foi um prêmio de montanha na subida das Sete Voltas, considerada a mais difícil de toda competição. Por quase dois quilômetros, os ciclistas precisavam “zerar” a ladeira, ou seja, sem colocar o pé no chão, valendo os títulos para competidores das categorias profissional e amadores, masculino e feminino. No entanto, a subida foi tão difícil que nenhuma mulher conseguiu zerar a subida. Os primeiros homens foram Henrique Avancini e Lucas Gomes, que foram premiados com uma jersey especial e receberão no sábado um troféu especial. 

Top 5 após cinco etapas:

Masculino
1-Henrique Avancini (BRA) / Manuel Fumic (GER) - 18h01min06seg
2-Tiago Ferreira (POR) / Hans Becking (NED) - 18h02min09seg
3-Alexey Medvedev (RUS) / Francesco Failli (ITA) - 18h11min10seg
4-Hugo Prado Neto (BRA) / Roel Paulissen (BEL) - 18h19min38seg
5-Sebastian Fini (DIN) / Martins Blums (LAT) - 18h23min00seg

Feminino:
1-Sandra Santanyes (ESP) / Anna Ramirez (ESP) - 24h34min18seg
2-Viviane Favery (BRA) / Marcella Toldi (BRA) - 25h01min33seg
3-Paula Gallan (BRA) / Franciele Almeida (BRA) - 25h28min20seg
4-Ilda Pereira (POR) / Mayalen Noriega (ESP) - 26h01min20seg
5-Ivonne Kraft (GER) / Agnes Naumann (GER) - 27h04min47seg

Sexta etapa - A sexta etapa é a de cross country, com atletas divididos em duas baterias: a primeira reúne os atletas de elite, com as 60 melhores duplas classificadas, depois a segunda bateria com os demais competidores, às 10h e 13h, respectivamente. Em cada bateria o percurso tem 8,1 km, mas as duplas tem que dar quatro voltas, em um total de 32,4 km. Uma regra desta etapa é que apenas neste dia não precisam correr em duplas, podem se separar. Cada um por si e no final tem o tempo médio dos atletas. É um percurso de 90% de single track e trechos travados, com poucas ultrapassagens, além de raízes com muita mata atlântica. Descidas e subidas não longas, mas bem difíceis de serem zeradas. Larga e chega no Uiki Parracho, onde o atleta passa sempre dentro da estrutura de praia, ponto que é o recomendável para o público assistir. Não se recomenda assistir em outros locais.

A ultramaratona - Considerada a Giro d'Itália do MTB mundial, a prova marcada para os dias 21 a 27 de outubro, no Extremo Sul da Bahia, oferece um desafio e tanto para os 540 atletas do mundo inteiro. Durante sete dias, os participantes têm pela frente cerca de 600 km e quase 11.000 m de altimetria acumulada, entre trilhas e estradas de terra que ligam Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, a Vila Brasil Ride, construída em Guaratinga. 

No sétimo e último dia da competição, o sábado (27), mais de 1.200 ciclistas de todo o País juntam-se às estrelas do mountain bike internacional, para a disputa da Maratona dos Descobrimentos. Uma oportunidade única de pedalar e ver de perto os melhores mountain bikers do mundo.

As etapas restantes da Brasil Ride 2018:
Etapa 6
 - Arraial d'Ajuda - 32,4 km e 664 m de altimetria
Etapa 7 - Arraial d'Ajuda - 43,8 km e 497 m de altimetria

Programação ao vivo - A nona edição da Brasil Ride seguirá o padrão das duas últimas edições, com programação ao vivo durante oito dias, na fan page oficial: www.facebook.com/BRASILRIDE e no canal da Brasil Ride no youtube: https://www.youtube.com/channel/UChs8s1lM7eI4NsacdyxTx9Q?view_as=subscriber

Confira os dias e horários:
Sexta-feira - 26/10 - Largada, às 9h40; Chegada, às 11h25; e Premiação, às 18h45.
Sábado - 27/10 - Largada, às 8h40; Chegada, às 12h00; e Premiação, às 20h45.

A nona edição da Brasil Ride tem Specialized, Shimano, Caixa e Unidas - Aluguel de Carros como patrocinadores. O Governo da Bahia, por meio da SUDESB (Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia) e da Bahiatursa (Superintendência de Fomento ao Turismo do Estado da Bahia), também patrocina a ultramaratona, enquanto as Prefeituras de Porto Seguro e Guaratinga estão entre as apoiadoras do evento.

Confira vídeo na fan page oficial, no youtube e no wetransfer e slideshow no youtube e na fanpage oficial :

Prólogo:
Vídeo - https://youtu.be/CcduJ8RGGww
Slideshow - https://youtu.be/8lbrO1xTLMU
Wetransfer - https://we.tl/t-Iw19f3EIsL

Etapa 2: 
Vídeo - https://youtu.be/_oBSy4DLihU
Slideshow - https://youtu.be/zMYfhZZr0F0
Wetransfer - https://we.tl/t-mPQB6DVYV8

Etapa 3:
Video - https://youtu.be/4Lb_0CwSxdU
Wetransfer -
 https://we.tl/t-1k2RknUEd0
Slideshow - https://youtu.be/yldPy3EzMk4


Etapa 4:
Vídeo youtube: https://youtu.be/rK1qIgAtIJQ
V
ídeo wetransfer: 
https://we.tl/t-AbXRi4ro2o
Slideshow youtube: https://youtu.be/UjEbJul_5mQ
Slideshow wetransfer: https://we.tl/t-43UqTsDkXb

Resultados completos diários no site oficial: www.brasilride.com.br

Brasil Ride: Mais que uma prova, uma etapa em sua vida.

Mais informações:
Site: http://www.BRASILRIDE.COM.BR
Facebook: www.facebook.com/BRASILRIDE
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UChs8s1lM7eI4NsacdyxTx9Q

Instagram: @brasilride
Twitter: @brasil_ride

ZDL Sports - Gustavo Coelho / Doro Jr. - Mtb 13209
E-mail: gustavo@zdl.com.br
Tel: 11 32855911 / Vivo: 11 9.8457-9699


Site: www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsports
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

Pódio da elite masculina (Marcelo Rypl / Brasil Ride)

Pódio da elite masculina (Marcelo Rypl / Brasil Ride)
Alta  | Web

Manuel Fumic e Hans Becking (Hudson Malta / Divulgação)

Manuel Fumic e Hans Becking (Hudson Malta / Divulgação)
Alta  | Web

Líderes e vice-líderes durante o término da etapa (Marcelo Rypl / Brasil Ride)

Líderes e vice-líderes durante o término da etapa (Marcelo Rypl / Brasil Ride)
Alta  | Web

Pelotão de líderes no início da prova (Marcelo Rypl / Brasil Ride)

Pelotão de líderes no início da prova (Marcelo Rypl / Brasil Ride)
Alta  | Web

Pódio da elite feminina (Fabio Piva / Brasil Ride)

Pódio da elite feminina (Fabio Piva / Brasil Ride)
Alta  | Web

Anna Ramirez e Sandra Santaynes (Wladimir Togumi / Brasil Ride)

Anna Ramirez e Sandra Santaynes (Wladimir Togumi / Brasil Ride)
Alta  | Web

Marcella Toldi e Viviane Favery (Wladimir Togumi / Brasil Ride)

Marcella Toldi e Viviane Favery (Wladimir Togumi / Brasil Ride)
Alta  | Web

Ciclistas passam pelo Parque do Pau Brasil (Fabio Piva / Brasil Ride)

Ciclistas passam pelo Parque do Pau Brasil (Fabio Piva / Brasil Ride)
Alta  | Web

Largada da Brasil Ride em Guaratinga (Hudson Malta / Divulgação)

Largada da Brasil Ride em Guaratinga (Hudson Malta / Divulgação)
Alta  | Web

Marianne Bergli (Fabio Piva / Brasil Ride)

Marianne Bergli (Fabio Piva / Brasil Ride)
Alta  | Web

Stacey Hyslop (Fabio Piva / Brasil Ride)

Stacey Hyslop (Fabio Piva / Brasil Ride)
Alta  | Web

Avancini no Desafio Zera o Pico (Hudson Malta / Divulgação)

Avancini no Desafio Zera o Pico (Hudson Malta / Divulgação)
Alta  | Web

Henrique Avancini e Lucas Gomes vencedores do Desafio da Red Bull (Fabio Piva / Brasil Ride)

Henrique Avancini e Lucas Gomes vencedores do Desafio da Red Bull (Fabio Piva / Brasil Ride)
Alta  | Web

Bahia
Land Rover Shimano Specialized Unidas
Full Gas La Maglia Red Bull Thule Porto Seguro Arraial dAjuda Guaratinga Pau Brasil
Bicycling Bike Action Go Outside UCI CBC FBC Instituto Brasil Ride

Brasil Ride Store

Conheça a loja oficial do Brasil Ride

Acesse a loja